Academia também é lugar de criança


Fonte: Viver Comunicação 0
1st Image

O Kids FIT, programa inédito do centro de treinamentos Power Cycle, foi desenvolvido exclusivamente para o público infantil com idades de três a cinco e de seis a 11 anos. Longe da rotina de treinamentos puxados, da exigência de perder peso e ganhar músculos, a modalidade visa estimular a prática de hábitos saudáveis desde cedo e o desenvolvimento psicomotor dos baixinhos, por meio de movimentos e brincadeiras comuns à infância, porém deixados para trás nos tempos modernos

 

Crianças podem, sim, frequentar academia de ginástica. Por que não? Guardadas as devidas proporções e visando a melhoria da saúde dos pequenos, o centro de treinamentos Power Cycle inova mais uma vez e traz para a capital mineira o Kids FIT – um programa inédito criado exclusivamente para o público infantil em duas faixas etárias: de três a cinco anos e de seis a 11 anos de idade; aulas com duração de 30 minutos e frequência de duas a três vezes na semana. Entretanto, longe da rotina de treinamentos puxados e do compromisso de perder peso, ganhar músculos e definir a silhueta, nessa nova modalidade a intenção é estimular a prática da atividade física desde pequeno, porém de maneira lúdica, e ao mesmo tempo estimular desenvolvimento psicomotor dos baixinhos.

 

Criado pela coach e integrante da equipe de profissionais da Power Cycle, Sylvia Freitas de Magalhães, o Kids FIT foi pensado no estilo de vida atual das crianças que, ao contrário de tempos atrás, deixaram de lado hábitos saudáveis e comuns à própria infância. “Hoje em dia as crianças estão muito mais tecnológicas, o que tem o seu lado bom, porém é preciso urgentemente conter os exageros, buscar o equilíbrio. Passam grande parte do tempo livre “brincando’ em frente a um computador, teclando no celular ou no tablet, e o resultado disso tudo é o sedentarismo infantil e crianças já sofrendo de doenças de ‘gente grande’”, explica Sylvia.  Entre elas, a coach ressalta o alto índice de obesidade, ansiedade e o aparecimento precoce, por exemplo, de uma hérnia e outras dores devido a posturas inadequadas.

Kids FIT, como funciona

Diante dessa preocupante realidade, a proposta é resgatar os movimentos, antes naturais e presentes no dia a dia das crianças para o ambiente da academia, entretanto sem cobranças, exigências e num clima descontraído, com prazer, sem que as crianças sintam-se na obrigação de uma sequência de exercícios e sem impor a elas o ambiente pesado de uma academia de ginástica. Para isso, movimentos como o de saltar, correr, pular, cambalhotas, se descolocar de um lado para o outro ou simplesmente se arrastar no chão, bem como o uso de bolas, bambolês e recursos visuais integram o circuito elaborado para cada aula.

 

“A intenção é resgatar movimentos perdidos ao longo do tempo e, embora simples, fundamentais para trabalharmos capacidades básicas como força, agilidade, equilíbrio, flexibilidade e habilidades neurais, como concentração, por exemplo.  Os ganhos vão para além da saúde do corpo e da mente ao passo que, junto com as atividades, a aula é uma excelente oportunidade para incentivarmos a interação e, por consequência, a socialização dos pequenos”, contextualiza Sylvia, relembrando que no passado a diversão dos pequenos era jogar bola na rua com os amiguinhos, brincadeiras como subir em árvores, pique-esconde, amarelinha, pular corda ou uma disputada partida de bolinhas de gude. “Ainda que tudo não passasse de uma grande brincadeira, esses hábitos eram - e continuam – sendo saudáveis e importantes para o desenvolvimento de uma criança”.

Faça o Login para comentar . Você também pode